sábado, 25 de março de 2017

20 Anos de Carreira!!!

Parece que foi ontem, mas Thiago Lacerda, o Ciro de “A lei do amor’’, está comemorando 20 anos de carreira na TV. Pouco depois de dar adeus à vida de atleta, o ex-nadador se viu novamente dentro da água, mas de um jeito diferente: exercendo o ofício que não mais abandonaria e que o levaria ao estrelato. Aos 19 anos, o aspirante a ator pisou pela primeira vez em um estúdio de gravação para dar vida a um professor de natação em “Malhação’’ (1997). E à beira de uma piscina, o ator voltou no tempo a convite do EXTRA para celebrar duas décadas de sucesso.
— Eu me lembro perfeitamente da primeira vez que entrei em um cenário. Fiquei impressionado com a grandiosidade. Hoje é como se eu estivesse em casa. Mas tenho a mesma sensação do início, a de que ainda preciso aprender a fazer o que faço. Por outro lado, sou muito diferente daquele jovem. Não tenho mais aquela ansiedade, e a insegurança é diferente — observa o tijucano, que antes da fama foi atleta do América e do Tijuca Tênis Clube.
Se cometer um erro no trabalho era um problema grave para Thiago, ele tratou de se livrar desse peso.
— Há algum tempo sei que dar alguma mancada é inevitável. Eu era muito crítico, exigente. Hoje sou mais generoso comigo. O tempo é bom nesse sentido. Me tornei um ator melhor e uma pessoa melhor, tanto no sentido humano e intelectual como no afetivo, afinal de contas tenho três filhos. Antigamente, olhava só para mim — confidencia o pai de Gael, de 9 anos, Cora, de 6, e Pilar, de 3, frutos de seu casamento com a atriz Vanessa Lóes.
Por falar em evolução, Thiago vive um processo de transformação também em “A lei do amor’’. Cúmplice das vilanias da sogra, Magnólia (Vera Holtz), e amante dela por anos, Ciro chega ao final da novela das nove buscando a redenção.
— Ele está mergulhado numa autorreflexão, mas quero que assuma as consequências de seus atos. Ciro foi corrompido pela ambição, pelo desejo de ocupar um lugar melhor. É um desejo legítimo, mas não se pode perder os padrões éticos — pontua.
A ambição que destruiu a vida de Ciro nunca dominou seu intérprete.
— Não tenho ambições materiais e não sou rico. Se eu parar agora, acaba tudo. Preciso trabalhar. Cheguei muito mais longe do que sonhei, mas, ao mesmo tempo, tenho consciência de que ocupo o lugar que estava reservado para mim. Cada um é para o que nasce. Não negociei nada, não pisei em ninguém para estar aqui — garante, completando: — A vida me colocou onde estou. Claro que a beleza abre portas, mas isso não é o que me move.

Thiago Lacerda na sua estreia na TV, em “Malhação” (1997)
Thiago Lacerda na sua estreia na TV, em “Malhação” (1997) Foto: Divulgação/Globo

Não se permitir ficar na zona de conforto talvez seja um dos segredos do sucesso:
— Quando Matteo, de “Terra nostra’’ (1999) estourou, me diziam que eu já tinha conquistado o meu espaço. A minha sensação era oposta, eu me preocupava com o que viria depois. Por que minha carreira deu certo? Não sei, aliás, era muito improvável que desse certo. Eu era muito ruim. Contei com a paciência das pessoas.
Ganhar o aplauso do público, no entanto, apresenta uma conta: a perda do anonimato.
— A fama não me aprisiona. Sempre fiz tudo o que quis porque nunca me preocupei em atender as expectativas das pessoas. Se estou com os meus filhos, não paro para fazer fotos. Aprendi a dizer não e a não me incomodar se não gostam de mim. Me desapaguei dessa necessidade de ser querido. O problema é que “não’’ no Brasil é ofensa pessoal — critica.
Coincidência ou não, Thiago pensa em deixar o país:
— A segurança é uma questão que me aflige. Eu e Vanessa já conversamos sobre largar tudo e ir embora. Queremos que nossos filhos conheçam o mundo. A realidade do Brasil é muito dura. E nosso vilão é a negligência que se tem com a educação.


Fonte: Extra

sexta-feira, 3 de março de 2017

Thiago Lacerda e Vanessa Lóes na Sapucaí!

Casal esteve presente no Desfile da Grande Rio, que homenageou Ivete Sangalo.

De branco, Thiago e Vanessa vieram no Carro Amigos