terça-feira, 6 de janeiro de 2015

"Marcos é um escroto", diz Thiago Lacerda

Thiago Lacerda já apareceu como vilão nas novelas “As filhas da mãe” (2001) e “América” (2005). Mas diz que o sórdido Marcos, de “Alto astral”, folhetim das 19h, chegou em um momento especial.
— Desta vez, tem um certo amadurecimento da minha parte. A minha profissão é feita do tempo. Aos 36, eu sou um ator mais interessante do que era há 10 anos. Isso me dá uma possibilidade mais lúcida de entendimento do personagem.
Hoje, o ator está até mais à vontade para dizer o que pensa, sem muitos filtros.
— O politicamente correto me incomoda. As pessoas têm dedos para falar, com medo de os outros se ofenderem. Adoro falar palavrão, fodam-se os que não gostam. Merda para mim é vírgula. Claro que não vou sair por aí falando besteira, mas tudo bem eu dizer que o Marcos é um escroto. Por que não?
O ciúme e a inveja que o cirurgião da trama das 19h tem do irmão, Caíque (Sergio Guizé), observa Thiago, é proveniente de “uma insegurança afetiva muito grande”.
— O fato de ser filho adotivo e ter sido rejeitado algumas vezes gerou nele os sentimentos de inveja e competição. A vida do Marcos é uma sucessão de derrotas para o Caíque. E ter perdido a noiva (Laura, interpretada por Nathalia) para ele foi só um agravante. Mas me parece que o Marcos não ama essa mulher. Ele a quer por um motivo que a gente saberá em breve — faz mistério.

Fonte: O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário